O Informático Campeão

André Villas-Boas foi apresentado como treinador do Futebol Clube do Porto no dia 4 de Junho de 2010.

Foi inicialmente apelidado de "Informático" de forma depreciativa, por supostamente restringir-se apenas ao tratamento análise estatística dos jogos quando trabalhava com Mourinho e por não ter experiência de “campo”.

Mal sabiam eles da forma brilhante como este jovem informático iria tratar da sua máquina

Hoje, depois da Supertaça e passados 9 meses, o inexperiente técnico juntou à sua lista pessoal um Título Nacional e mantém o destino Dublin no seu notebook.

Chegou ao clube assumiu com distinção o papel de admin, fez o download do seu software de competências, executou o setup de uma cultura de vitoriosa  e entrou num loop de vitórias.

Contrariamente aos treinadores dos rivais, no discurso de apresentação teve a astúcia não prometer o título nacional, apesar de todos termos percebido qual era a sua Wishlist..

Se Mourinho foi genial no contexto de 2002 ao garantir publicamente o título, Villas-Boas também o foi em não o assegurar no contexto de 2010, preferiu utilizar keywords motivacionais e coesivas como, “orgulho enorme”, “compromisso com a vitória”, “sucesso inerente à cultura do Futebol Clube do Porto” e com uma referência histórica repleta de portismo ao “Vencer desde 1893”.

Na programação da época foi à cache aproveitar algum do trabalho desenvolvido pelo treinador anterior, fez um upgrade no meio-campo, para o qual muito contribuiu um produto Apple (que de podre nada tem) e fez um update ao modelo de jogo com novos princípios que são as tags deste Porto.

Aproveitou os mal intencionados banners dos jornais e em vez de os enviar para o spam, transformou-os em instrumento motivacional na equipa, utilizando as Conferências de Imprensa como firewall para proteger os “seus” e como vírus para hackar os rivais. Foi sua a ideia de fazer o upload das suas conferências de imprensa na internet de forma integral.

As suas competências como observador de adversários, são uma mais-valia para fazer um scan aos seus oponentes e detectar os bugs a serem explorados.

A certo momento, os dirigentes do seu rival  juntaram-se ao almoço com o seu jornal "oficial", para um chat cúmplice com o objectivo de criar um tracker encarnado que espalhasse a propaganda neo-salazarista e implementasse a ideia que o clube do regime havia sido prejudicado, fazendo com isso delete a muitas agressões e demais ilegalidades do seu clube. A manada engoliu esses cookies, mas nós portistas sabemos o que são os Roubos de Catedral. Este ano não houve CD da Liga que os salvasse.

A Supertaça foi uma espécie de e-mail para avisar da existência de um Porto HD pronto para crashar o Benfica low resolution.

No Estádio do Dragão, este “Técnico de Informática” inexperiente aproveitou a fraca resolução intelectual do “Catedrático” para roubar-lhe o GPS do jogo (e do campeonato), deixá-lo perdido em campo e aderir às redes sociais para lhes enviar um Hi5.

Na 25ª jornada montou um Trojan Horse com um poderoso Guarín versão 2.0 no comando. Invadiu a Luz, provocou um fatal error no Roberto e o injustiçado Hulk fez o ALT+F4 que deixou de uma vez por todas os encarnados offline neste campeonato. Eles esconderam-se que nem mouses, fizeram shutdown ao sistema de iluminação mas nem por isso impediram um printscreen memorável dos jogadores portistas que utilizaram o Twitter para publicar fotos da festa em plena Home benfiquista.

Na escuridão, o script das estrelas anunciava o Porto Campeão.

Villas Boas tem sido um hit no mercado internacional e esperemos que saiba a password para chegar a Dublin e criar um link para a vitória final. Este Dragão tem qualidade "Blue-Ray" e tem proporcionado Terabytes de alegria aos portistas.

Gosto disto!

 photo anuncio.jpg

 photo anuncio.jpg

7 comentários

  1. Muito, muito bom texto. Os meus parabéns. Irei divulgar no grupo de facebook do blogazul.

    Cumprimentos,

    Blogazul.com

    ResponderExcluir
  2. Muito, muito bom texto. Os meus parabéns. Grande Dragão;-)

    ResponderExcluir
  3. 5*

    E a possibilidade do Vilas Boas sair do Porto já este ano, que acham?

    ResponderExcluir
  4. «a César o que é de César»

    postcinco estrelas

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

    Miguel (penta1975) | Tomo I

    ResponderExcluir
  5. Que grande post! Muito bom mesmo!

    ResponderExcluir