Um Dragão do Uruguai

Poderíamos falar de Fucile, que desde que chegou ao Porto sempre mostrou uma raça incrível dentro de campo, cotou-se como um dos melhores laterais (em qualquer um dos lados) do campeonato, da Europa e da América do Sul (foi eleito o melhor lateral esquerdo da Copa América 2007).

Contudo, outro uruguaio surgiu no nosso plantel na pré-época de 2009/2010. Após um ano em que Cissokho pulverizou tudo e todos até ser vendido ao Lyon por 15 milhões, nessa pré-época surge a notícia que o Porto havia desviado o lateral esquerdo do Cluj, que se dizia estar a caminho do Benfica.

Surgem as desconfianças naturais de um reforço vindo do Leste Europeu, desconfianças essas aumentadas principalmente porque nessa altura Sapunaru não tinha feito a época que fez este ano e, apesar do Cluj ter estado na Champions, este reforço iria ter que suar muito para convencer. Era Álvaro Pereira.



De facto suou e muito a camisola. Determinado, conquistou o lugar (facilmente) a Benítez e nunca deu hipótese nem ao argentino nem a Addy, contratado no mercado de Janeiro. Numa época tão irregular do nosso clube foi dos melhores, juntamente com Falcao e com Hulk, principalmente após o regresso do «castigo» que sofreu.

Hoje, após mais uma excelente época do nosso Palito, surge numa entrevista ao «O Jogo» em que mostra bem a sua fibra e a sua posição, neste momento, no clube. Primeiro, não surge com o discurso de «querer experimentar outros campeonatos» ou que «se surgir algo bom para o clube e para o jogador, vê-se». Não quer sair e ponto final.

Segundo, não esquece os 5x0 que apanhamos do Arsenal, em Londres, quando lá jogamos os oitavos-de-final da Champions em 2010. Mostra que sente o clube, que essa derrota não foi só uma derrota e o afastamento da competição mas foi uma facada no orgulho e no prestígio do clube, que deve ser vingado.

Por último, remata o assunto Champions com esta frase: «Fazer uma boa Champions passa por ser campeão da prova. Não podemos ser conformistas.» Lembro aqui a frase de McCarthy na pré-época de 2003: «Se o Leverkusen foi à final, nós podemos ganhá-la.».

O espírito é o mesmo, esperemos que os resultados sejam iguais...

P.S. - Votem no golo do Guarín!


 photo anuncio.jpg

 photo anuncio.jpg

1 comentários

  1. Já votei no Guarin e fiquei surpreendido por ver que ele até lidera a votação. Ainda bem.

    What? Is this real?

    ResponderExcluir