O Saul procedeu mal com outro portista

Nota prévia:

Nunca, ao escrever este post, pensei que este provocasse tanta confusão e tanta celeuma. Desde que escrevo no Mística que sou polémico. Não sou seguidista e gosto de exprimir a minha opinião. Quando creio que devo elogiar, elogio, quando acredito que devo criticar, critico. No entanto, nunca, jamais, em tempo algum, insultei gratuitamente quem quer que seja neste blog. Posso ser duro, posso ser, às vezes, corrosivo, mas faço questão de não ser insultuoso nem mal educado e tenho plena consciência que, no dia em que o for, serei alertado pelos meus companheiros de blog e, imediatamente me retratarei. Se nunca o fiz a rivais, e escrevo várias vezes sobre eles, não o iria fazer a um portista.

Sucede que, o visado neste post, e outras pessoas que lhe são próximas e/ou o admiram não gostaram e se sentiram ofendidos e insultados com o título original deste post, entretanto já alterado. Aceitando eu, que haja legitimidade para tal, deixo aqui um muito sincero pedido de desculpas ao Fernando Saul e aos seus. No entanto, quero ressalvar que não considero o título insultuoso. Para além de não passar de um trocadilho com uma famosa canção portuguesa, dizer que alguém é do "quer alho" nunca foi considerado um insulto. Pode não ser a expressão com mais elevação da língua portuguesa, mas quando dizemos que determinado indivíduo é do "quer alho", quer, normalmente dizer que tal indivíduo é um tipo porreiro, boa pessoa. Adicionalmente, quando dizemos que o Porto jogou de "quer alho", queremos dizer que o Porto jogou bem. Obviamente, e dado o conteúdo do post, o título é irónico, mas não me parece insultuoso. Note-se que eu não mandei Fernando Saúl para o "quer alho", nem sequer lhe chamei "quer alho". Nada disso. Como se pode ver, a intenção nunca foi insultar Fernando Saúl. De qualquer, volto a endereçar-lhe as minhas desculpas. 

Também sei que causou confusão o facto de eu acusar Fernando Saul de se auto-intitular de elo de ligação aos adeptos. Mais uma vez, peço desculpa pelo sucedido e o texto foi alterado nesse sentido.

Adicionalmente, gostaria de pedir desculpa ao autor do Fotos da Curva, pelas confusões que lhe foram causadas, sem ele ter qualquer responsabilidade. A culpa disso é minha, e apenas minha, que não me apercebi que o Facebook foi buscar a foto quando publiquei o link.

Por fim, independentemente de tudo o que escrevi atrás, a minha opinião sobre o assunto que me levou a escrever este post mantém-se, tal e qual. Continuo a achar que o Fernando Saul, contra o qual, fora este caso, nada tenho procedeu mal nas críticas que efectuou e que podem ter conduzido ao fecho do Tactical Porto. Espero então que todas as situações estejam resolvidas e que possamos, finalmente, discutir o que realmente interessa, o Futebol Clube do Porto. Abaixo segue o post com as alterações já referidas.

Recentemente, surgiu na internet um blog dedicado à análise da vertente táctica do Futebol Clube do Porto, o Tactical Porto. Infelizmente, durou pouco, muito pouco. Independentemente da qualidade do espaço e dos seus conteúdos, que eu pouco analisei,  o blog era pertença de um portista, que se limitava a analisar a disposição táctica da equipa do Futebol Clube do Porto, recorrendo para isso a imagens da transmissão televisiva. O que era feito naquele blog, não é nada que qualquer clube que se preze, não faça, internamente.

Sucede que, como é normal na Blogosfera portista e, segundo sei, nos espaços da internet dedicados aos nossos rivais, sempre que alguém tece uma crítica, ainda que construtiva ao clube que diz apoiar, é imediatamente apelidado de "infiltrado" e "adepto do rival", sendo insultado de permeio. Sucede que o autor do Tactical Porto, não é cego e verificou que havia problemas tácticos na equipa de Lopetegui. Do pouco que eu li do dito blog, nunca vi bota-abaixismo, nunca vi crítica fácil, nunca vi insulto gratuito. Vi reparos, educados, ao jogo do Porto. Obviamente, que os puritanos que se acham mais portistas do que os demais, apareceram em força a apelidar o pobre autor de tudo e mais alguma coisa. Conclusão, o blog foi fechado, deixando o autor, que com certeza sentia gosto e prazer em expor a sua opinião, sem o poder fazer livremente.

Se isto, infelizmente, já não admira, choca-me que, um dos principais agentes desta campanha seja funcionário do Futebol Clube do Porto. Fernando Saul, que se diz Supporters Liaison Officer at FC Porto, na sua página de facebook, não se coibiu de escrever um post nessa rede social, esse sim, e ao contrário do alvo dos seus ataques, cheio de má educação e arrogância, que se cita:

Onde isto irá parar....
A última novidade é uma tal de página chamada tactical porto de alguém que se diz portista e onde explica como o porto jogo as tácticas ofensivas e defensivas...
Um conselho ofereçam-se aos rivais já que a vossa função é desmontar o porto tacticamente e são tão bons que de certeza que lá terão lugar ...
A vergonha tem limites em vez de termos páginas de portistas contra os outros temos contra nós!!!!
Isto é que se chama o portismo moderno e nojento com o qual não me identifico.
Já que são tão bons em análise táctica analisem os pênaltis ,foras de jogo e expulsões perdoadas ao carnide, isso sim é ser por nós e pelo nosso porto!!!!

Fernando Saul, homem que se intitula como elo de ligação entre o clube e os adeptos, resolveu virar adeptos do Futebol Clube do Porto contra adeptos do Futebol Clube do Porto. Mais, acusa o autor do blog de estar contra o Porto e de estar a prestar um serviço aos rivais. Senhor Fernando Saul, como deve saber, ou caso não saiba, eu explico, os clubes profissionais, que jogam as grandes competições internacionais têm equipas de observadores para fazerem, precisamente, o trabalho que era feito no Tactical Porto. O blog não estava a dar-lhes novidade nenhuma e, pasme-se, o Porto também tem uma equipa dessas. Aliás, se trabalha no clube há 10 anos, deveria saber que André Villas-Boas desempenhou esse cargo, por exemplo. Rui Barros, por exemplo, também o desempenhou. É normal. O blog não tinha mal nenhum e era uma adição interessante à Bluegosfera. 

Infelizmente, há quem acredite que a melhor maneira dos portistas servirem o clube é fechar os olhos e bater palmas. É comer e calar. Mas não, um portista a sério não é cego. É inteligente e observador. Perspicaz e curioso. Interessado e crítico. Um portista não é burro ao ponto de meter à boca a palha que lhe dão de comer sem a analisar. E a crítica, desde que construtiva faz parte da vida de qualquer clube democrático. É com ideias e com o debate das mesmas que um clube avança, não é com cegueira. Triste é haver quem acredite nesta segunda hipótese, mesmo dentro do clube. No entanto, parece ser mais interessante virar portistas contra portistas do que prestar atenção às patadas do Enzo Perez, aos penalties do Jardel, aos vis ataques de Bruno de Carvalho ao nosso clube e aos Paulos Baptistas. Pior parece ser quando dentro do próprio clube se acredita nisto.

Ao autor do Tactical Porto, o Mística do Dragão expressa a sua solidariedade e deseja um rápido regresso à nossa Bluegosfera.

 photo anuncio.jpg

 photo anuncio.jpg

11 comentários

  1. Respostas
    1. deves ter ė dor de cotovelo oh mística do dragao

      Excluir
  2. O blog estava muito bom e lamento, a ser verdade, q o autor tenha cedido à pressão de um bando de mentecaptos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário. Sucede que o Mística do Dragão não cedeu a pressões nenhumas. O Mística do Dragão publicou um post, devidamente assinado pelo autor, exprimindo a sua opinião.

      Excluir
    2. @João Ferreira, creio que o @José Rodrigues se referia ao autor do Tactical Porto e às pressões de que o mesmo foi alvo.

      Excluir
    3. É capaz. Foi lapso de interpretação da minha parte. As minhas desculpas.

      Excluir
  3. Um "portista" tem esses atributos todos e pelo menos mais um: um portista dá a cara.

    ResponderExcluir
  4. O tal Saul foi o mesmo que na pagina oficial do FC Porto no facebook insultou adeptos que se queixavam de ter sido expulsos da bancada sul para acomodar as claques. Alguns desses adeptos com mais de 40 anos de bancada sul.

    Na altura até eu fui apelidado de ser sempre do contra, e que adeptos assim não fazem falta. Enfim. Os clubes portugueses têm uma enorme dificuldade em lidar com a blogosfera e a critica. O Orelhas até chamou vários bloggers, antes das eleições, ao seu gabinete, facto denunciado pelos poucos blogs que se mantiveram firmes.

    No FCPorto é particularmente dificil ser "blogger" porque a critica é sempre mal assimilada. Está no nosso sangue defender até à morte. Mas entre adeptos considero isso normal, assalariados do clube a fazerem esse papel é que já me parece bacoquice.

    Espero que o autor reconsidere, não me parece razão para desisitir.

    ResponderExcluir
  5. Concordo. Gostei da análise do Tactical Porto sobre o jogo interior da equipa, e sinceramente não percebo porque é que tanta gente levou a mal, não existem equipas perfeitas, e apesar de sermos adeptos do FC Porto, criticar construtivamente é sempre bom e isso foi o que o Tactical Porto fez. Além disso, as pessoas têm que compreender que a equipa está em construção, é uma equipa quase totalmente nova, com uma filosofia nova, um modelo de jogo novo, tudo leva o seu tempo, e enganem-se as pessoas que pensam que pensam que o FC Porto devia estar a jogar muito mais, é normal o que se tem passado, estamos no início e a equipa precisa de tempo, não tenho dúvida que vamos evoluir, não tenho dúvida que vamos estar muito fortes na parte decisiva da época. O que não precisamos neste momento é de divisões, temos que apoiar. Custa-me ver que já há gente a criticar Lopetegui...

    ResponderExcluir
  6. o blogue do tatical ja ta novamente online
    saudações portistas

    ResponderExcluir